domingo, 14 de dezembro de 2008

Sangria oque é e como fazer


Sangria é o processo pelo qual deve-se retirar todo o ar do sistema para que a compressão do pistão do cilindro mestre seja feita somente sobre um liquido ,transmitindo dessa forma toda a pressão até o cilindro da roda.

O sistema de frenagem hidráulico só pode transmitir pressão normalmente se pelo flexível existir apenas líquido(fluido de freio)puro,isto é,sem bolhas de ar.Quando isso acontece o esforço do piloto sobre o manete de freio apenas comprime essas bolhas de ar(o ar é compressível)e surge o sintoma comum de "freio esponjoso".

Por vezes o freio está muito baixo e deve-se acionar o manete com força para que o freio atue satisfatoriamente,ou mesmo chegando até o final de seu curso.
Para verificar qual a causa deste problema deve-se acionar por diversas vezes o manete de freio e verificar se isso aumenta a posição do manete e em seguida apertá-lo firmemente verificando se ele não desce devagar nem se torna "esponjoso".

Se o manete ficou firme o problema provavelmente será solucionado trocando as pastilhas que estarão demasiadamente gastas,causa do freio baixo.
Mas se ao apertar,o freio fica mole é indicação clara de ar no sistema e a primeira coisa a ser feita é uma sangria para a retirada desse ar,não sem antes tentar descobrir como esse ar entrou no sistema.Pode ser que esse ar indique a existência de algum vazamento em flexíveis ou em conexões que além de permitir a entrada de ar provoca vazamentos e perdas de fluido de freio.

Muitas vezes uma conexão defeituosa não é o problema,mas sim um nível muito baixo de fluido no reservatório(abaixo do mínimo,assinalado no reservatório)oque ,numa curva mais acentuada aonde a moro "tomba" para um dos lados,permite a entrada de ar para dentro do sistema pelo pistão.

Outro perigo dessas bolhas de ar é que elas podem entrar pelo burrinho principal e a motocicleta ficar momentaneamente sem freio.
Para quem adquire uma motocicleta usada,é sempre recomendável a revisão completa dos sistemas de freio hidráulico antes de colocá-la em uso normal.

1-Retire a tampa do reservatório e o diafragma e complete o nível

2-Coloque uma pequena mangueira na válvula de sangria localizada na pinça,próximo à roda

3-Insira a mangueira dentro de um copo de vidro transparente para que o fluido seja despejado dentro(não será reutilizado!).

4-Aperte firmemente a alavanca de freio e solte a válvula de sangria ,afrouxando por cerca de 1/4 de volta o parafuso.O fluido drenará pela mangueira em direcção ao copo de vidro.

5-Aperte novamente a válvula de sangria e só então solte a alavanca de freio.

6-Repita esta operação até que desapareçam as bolhas de ar no sistema que saem pela válvula de sangria .

7-Mantenha o nível do reservatório sempre no nível máximo durante toda a operação.

8-Verifique se não há vazamentos no sistema.

9-O curso da alavanca de freio é de aproximadamente 20 mm.

Cuidados especiais como o sistema de freios
-Cuidado extremado ao completar o nível de fluido.
-Limpe as superfícies deslizantes das pastilhas de freio com material de limpeza de freio adequado.
-Substitua as pastilhas que estiverem contaminadas com fluido de freio ou graxa.
-Efetue sempre uma sangria no sistema quando este tiver sido desmontado ou simplesmente trocado as pastilhas.
-Pastilhas vitrificadas causam barulhos durante a frenagem.Isso é causado por super aquecimento:Deverão ser substituídas.
-Substitua sempre as arruelas e vedação da tubulação de flexíveis por novas para assegurar perfeita vedação.
-Nunca utilizar Gasolina, Diesel,Querosene ou qualquer outro derivado de petróleo para a limpeza dos componentes,pois ataca as partes de borracha.



[[ciclo2tempos]]

Um comentário:

Marcelo Santos disse...

Muito obrigado pela orientação!!!